pt | es | en

Docomomo [Edição 04]

Projeto Morada Nova: Uma experiência de planejamento físico e arquitetura rural nos sertões do Ceará

Clóvis Ramiro Jucá Neto, Margarida Julia Farias de Salles Andrade, Romeu Duarte Junior, Solange Maria de Oliveira Schramm

Resumo


O presente artigo analisa o Projeto Morada Nova, uma experiência regional de planejamento físico- -territorial e arquitetura rural no Estado do Ceará, construído entre 1972 e 1975. O projeto foi elaborado por arquitetos funcionários do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) e premiado na 1a Exposição Nacional de Arquitetura do IX Congresso Brasileiro de Arquitetos, em São Paulo, no ano de 1976. A proposta é apresentada em quadro sócio-histórico mais amplo, destacando seu caráter inovador em muitos de seus princípios. A análise considera as mais diferentes escalas de projeto e abrange desde o estudo da área de implantação de comunidades rurais até o detalhamento das tipologias residenciais. Ênfase especial é conferida ao compromisso com as características ambientais e com as possibilidades culturais, técnicas e materiais da região. São discutidos os projetos de arquitetura de duas edificações emblemáticas, a escola e o clube, com destaque para o domínio de princípios caros ao modernismo arquitetônico conjugado à intenção de criar uma linguagem nova e econômica, considerando o emprego do saber construtivo autóctone. Destaca-se a importância do projeto no âmbito das novas fronteiras que, à época, se abriam no campo de atuação dos arquitetos e urbanistas, nomeadamente o planejamento rural, concebido segundo o ideário modernizante. Ressalta-se, por fim, a relevância de ampliação da historiografia sobre o tema.


Texto completo

PDF

desenvolvido por